dancas-do-instante_15-05-2015_o-sitio dancas-do-instante_15-05-2015_o-sitio

DANÇAS DO INSTANTE: poéticas da improvisação

dancas-do-instante_15-05-2015_o-sitio
Data
De 15/05/15 até 30/07/15
Onde
O Sítio

DEIXE SEU COMENTÁRIO...

SOBRE A Oficina

Esta oficina é um convite à pesquisa de movimento pautada na improvisação. Busca oferecer e também criar caminhos/experiências para o desenvolvimento da capacidade expressiva, criativa e técnica em dança. Acontecerá por meio da prática de diferentes sistemas de improvisação no campo da dança, entre eles: Tuning Scores, Dança Contemplativa e Contato Improvisação. Interessa desenvolver caminhos próprios de investigação em dança, do mesmo modo em que interessa a apropriação técnica expressiva do movimento de cada um e do grupo.

Onde e quando o movimento acontece?

Buscando respostas para essa pergunta, podemos sensibilizar nossas conexões, atenções, percepções e vontades…

Para isso, podemos investigar respiração, peso, espaço e também o vazio entre um corpo e outro. O vazio entre pensamento, vontade, espaço no sentido de esvaziar de preconceitos e abrir-se à curiosidade de ‘não saber’, ou seja, estar verdadeiramente em constante atualização.

Conteúdo

Descrição dos sistemas de improvisação que irão orientar nossa oficina:

Tuning scores são uma maneira intrigante para investigar elementos fundamentais de performance, comportamento, movimento e comunicação, de forma complementar. Originado por Lisa Nelson (artista norte americana – fotógrafa e dançarina), as explorações iluminam como compomos a percepção através de ação, em como aprendemos o que vemos está indissociavelmente ligada à forma como vemos, por meio de nossas camadas multissensoriais de observação. O “tuning” propõe que nós juntos, vamos usando movimento e chamadas verbais. E com este material, nós compomos arte ao vivo, juntos. É um veículo para sintonizar um sentido individual e coletivo do espaço, do tempo e conscientizar como as pessoas compõem a percepção por meio da ação, com a construção de teoria e comentários incorporados em sua prática. Foi desenvolvido ao longo de várias décadas de criação e pesquisa de Lisa Nelson (desde os mais ou menos 1970), tal pratica explicitamente investiga a composição relacionando a com a percepção, detecção e ação. Em um artigo sobre o início de sua pesquisa, Lisa afirmou: “É a física das sensações que são a imagem. A emoção de ver alguém em movimento, a emoção de ver sensação manifesta no corpo de alguém é o que eu acho que a dança é”.

 

Dança Contemplativa propõe dar conta na prática de responder que tipo de dança viria de um estado meditativo. Barbara Diley, dançarina budista criou nos anos 70, este caminho que reúne as práticas de meditação e de dança. Está no contexto dos processos criativos ligados à meditação que vem alimentando a formação de artistas, neste caso, especialmente da dança na atualidade. O favorecimento desta prática vem de uma afinação da presença e da sensibilidade para a dança, trazendo uma verdade ao movimento. Pode ser realizada em grupo ou sozinho tanto no contexto da pesquisa, preparação como da performance.

 

Contato Improvisação é um sistema de movimento proposto inicialmente por Steve Paxton nos anos 1970, baseado na comunicação entre dois ou mais corpos em movimento e seu relacionamento combinado com as leis físicas que governam sua moção. É também um lugar de encontro sagrado e de inspiração que traz à tona uma verdade física/emocional com respeito a um momento partilhado de movimento que deixa os participantes informados, centrados e avivados. Fazer Contato com outro ser implica forjar um universo onde nós podemos empreender riscos, intercâmbio, comunicação e testemunho. É um cruzamento fértil onde habilidade, instinto e imaginação poética convergem. Neste trabalho, o corpo deve aprender a abandonar uma certa qualidade de voluntariedade a fim de estar aberto para novas sensações e experimentar o fluxo natural de movimento. Mais informações: www.contactquaterly.com

 

Underscore, foi criado nos anos 1990, por Nancy Stark Smith, partindo da observação do Contato Improvisação e dos estados de dança. “Há muito fluir no Contato Improvisação, como cultivar um estado para conseguir fluir? Não é uma coisa, um movimento, há mais que isso, vazio além dos elementos. Como estar livre num espaço esférico?” (Nancy Stark Smith, seminário dez.2011). Essas questões foram norteando seu trabalho, e ela foi percebendo que havia processos da comunicação e atenção que favoreciam esse fluxo. Depois de mais de 20 anos praticando Contato Improvisação, ela observou e apontou cada momento das oficinas que estava ensinando e das Jams que participava, considerando que havia aspectos que se repetiam. Então, resolveu apontar e representar graficamente o que observava e fazia. Era como um caminho para fazer Contato Improvisação, uma maneira de organizar a improvisação, a partir de o que naturalmente e cotidianamente ela percebia nos processos com seus alunos. O Underscore, como é chamado, tornou-se um bom roteiro de improvisação para grupos, jams e também para estudos individuais. Trata-se de um processo que ajuda no desenvolvimento e afinação da atenção e do corpo.

 “Jam”: espaço seguro para a livre experimentação em dança improvisada. JAM significa Jazz After Midnight. Como os músicos de jazz, é possível praticar experimentações de dança nas JAM’s. O fundamental é que, toda vez que dançamos, temos o potencial para aprender e para criar. Os participantes sempre têm a escolha sobre a forma de começar, como se engajar, como e quando finalizar uma dança. Músicos, fotógrafos, artistas plásticos, enfim todas as linguagens artísticas serão bem vindas!

Composição em Tempo Real: É o ato de compor ao passo em que se está improvisando em dança, sem uma coreografia pré – definida.   Existem diversos usos e origens. O interesse está no envolvimento pela intenção de compor e atualizar a dança sempre!

Sobre a metodologia: encontros semanais com abordagem teórico prática na direção de uma apropriação criativa e contextualizada de diferentes práticas e/ou sistemas investigativos da dança (artes do movimento) no contexto da composição em tempo real.

Informações Gerais

Perfil do aluno: a partir de 13 anos. Interessados em artes do movimento. Interação entre movimento e composição em tempo real.

  • Ana Alonso

    Formada em Balé (Método Royal), Hatha Yoga, Pilates, cursou Dança Moderna e Contemporânea (1992 – 2002). Ensina Dança Contemporânea (a parti...

    CONHEÇA MAIS