atelier-des-lumieres

Arte Digital em Paris – Atelier des Lumières

Quando falamos de Paris, diretamente a associamos com muita arte e cultura, ainda mais quando damos conta de que na Cidade Luz há cerca de 130 museus contemplando artes de todo o mundo. No entanto, foi somente no mês de Abril deste ano que o primeiro grande museu de Arte Digital foi inaugurado. Localizado no 11º distrito, na Rua Saint-Maur, em uma antiga casa de fundição Plichon do século XIX, o Atelier des Lumières é o décimo endereço histórico francês confiado a fundação Culturespaces, fundadora e coordenadora do local.

O Atelier des Lumières é separado em dois espaços, o salão (le halle) e o estúdio (le studio). No salão, a maior área do museu, situada em cerca de 1500m², é o local onde acontecem as obras mais longas. Para a abertura do espaço, os programadores escolheram como tema a vida do pintor Gustav Klimt (1862-1918), que na viena imperial surge como um dos grandes pintores decorativos. O artista é um dos líderes da Secessão vienense, movimento que anseia por uma mudança profunda da Arte. Celebrado e, ao mesmo tempo, contestado, Klimt abre caminho para a pintura moderna. O ouro e os motivos decorativos, caracterίsticos de sua obra, permanecerão um sίmbolo dessa revolução artίstica. A exposição imersiva apresenta um resumo do que fez a singularidade e o sucesso de Klimt: sua fase dourada (telas com folhas de ouro), retratos e paisagens.

No estúdio, onde as obras são mais curtas e estão em um espaço mais reduzido com cerca de 160m², estão expostos também o trabalho de outros dois grandes artistas vienenses presentes na exposição imersiva: Egon Schiele e Friedensreich Hundertwasser, dois artistas que foram influenciados pelo trabalho de Klimt. Entusiasmados pela efervescência artίstica caracterίstica do final do século XIX, Schiele, pintor, poeta e desenhista, inova na representação de motivos de paisagem e do corpo humano, enquanto Hundertwasser, imprime uma dimensão simbόlica às suas construções arquiteturais e pinturas. Ambas as obras ficam abertas para visitação até 6 de janeiro de 2019.

atelier-des-lumieres

A curadoria é feita por Beatrice Avanzi, mas os grandes responsáveis pelas instalações são os programadores Gianfranco Iannuzzi, Renato Gatto e Massimiliano Siccardi que descrevem a obra como uma oportunidade para oferecer ao público vivenciar a arte de uma maneira diferente, graças a desmaterialização das obras de arte dos artistas, situando, assim, o visitante no meio do trabalho, linkando com a trilha sonora de nomes como Wegner, Beethoven, Chopin e Rachmaninov.

Para suas obras cobrirem todas as paredes, pisos e tetos, o Atelier des Lumières, conta com 140 projetores de vídeo, 50 caixas de som e mais de 3000 imagens que cobrem o espaço com cerca de 2000m², com paredes de até 10 metros de comprimento. Tornando-se, assim, a maior instalação fixa do mundo.

Segundo Bruno Monnier, presidente da Culturespaces: “O papel de um centro de arte é quebrar barreiras e é por isso que o digital deve ter o seu lugar nas exposições do século XXI. Colocado a serviço da criação, ele se torna um formidável vetor de difusão, capaz de criar pontes entre épocas, de fazer vibrar as práticas artísticas entre elas, de amplificar as emoções e de tocar o maior número de pessoas”.

O Sítio é uma plataforma física de exibição, desenvolvimento e pesquisa em arte e tecnologia. Desde 2016, vem realizando exposições e exibições em Arte Digital. Márcio H Mota, Fernando Velazquez, Regina Parra, Roberta Carvalho, Vigas, Angela Conté, são alguns dos nomes que já tiveram seus trabalhos expostos em nosso espaço nos últimos anos. Confira alguns vídeos das últimas exposições realizadas através do nosso canal no Vimeo.

Site atelier: https://www.atelier-lumieres.com/en/home
Eventos: https://www.atelier-lumieres.com/en/events

Referências:

http://br.rfi.fr/franca/20180420-paris-inaugura-primeiro-centro-de-arte-digital-com-exposicao-de-pintores-austriacos
https://arteref.com/arte-no-mundo/atelier-des-lumieres-primeiro-centro-dedicado-inteiramente-a-arte-digital-de-paris/
https://beminparisblog.com/klimt-e-destaque-no-primeiro-centro-de-arte-digital-de-paris/
https://en.parisinfo.com/paris-museum-monument/180019/Atelier-des-Lumieres

  • paulo-abarno-equipe-o-sitio

    Paulo José de Lima Abarno

    Paulo Abarno é estudante do curso de graduação em Design de Produto no IFSC. Faz parte da equipe do Sítio desde 2016, como estagiário em com...

    CONHEÇA MAIS

DEIXE SEU COMENTÁRIO...