museu_mori_japao

Conheça o Mori Building Digital Art Museum

O Mori Building Digital Art Museum, com sede em Tokyo, no Japão, tornou-se um espaço permanente de exposição para o grupo TeamLab Borderless. A equipe interdisciplinar, que costumava expor suas obras em cidades como Seul, Xangai e Tokyo é formada por artistas visuais e profissionais de diversas outras áreas como arquitetos, engenheiros, músicos, programadores, matemáticos, animadores, entre outros profissionais, permitindo a criação de instalações complexas, interativas e muito atraentes.

O Mori Building Digital Art Museum é um museu de Arte Digital que necessita de mais do que uma visita para apreciar o espaço por completo. Com mais de 40 obras de arte – algumas em constante trocas de ambiente -, quartos e muitas vezes renderizadas em tempo real, permanecem em constante mudança, forçando, assim, o expectador a desacelerar e observar o desenrolar das ações da obra.

Na maioria das instalações a interação do visitante é o ponto principal, sendo, principalmente, através do movimento ou do toque o que proporciona vida à exposição. Outro fator importante para as obras é a parte músical.

O museu é dividido em 5 zonas principais, a primeira delas é o Mundo sem Fronteiras (Borderless World) onde as artes expostas neste local se confundem com o visitante, com obras em constante mudança, processadas em tempo real e se transformando em respostas aos visitantes.

A segunda zona é a Floresta de Atletismo (Athletics Florest), uma zona bem apropriada para crianças, por ter uma interação constante, locais para pular, deslizar, escalar, saltar e gastar muita energia. Um local que certamente encoraja o expectador a explorar o espaço com o seu corpo.

Na zona Future Park, é um espaço para a criação colaborativa, é o espectador que faz a arte acontecer. Na quarta zona, conhecida como a Floresta de Lâmpadas (Florest of lamps), o visitante vai encontrar umas sala repleta de lâmpadas que são sensíveis ao movimento. Por último tem a zona PT Tea House onde você pagará JPY 500 (cerca de R$ 16) para ser presenteado com uma ampla taça de chá.
Presencie as flores digitais florescerem dentro do seu copo. Movendo o copo o visitante espalha as pétalas sobre a mesa. As flores florescerão enquanto você toma chá em sua xícara – constantemente. Como o museu diz, “as flores desabrocham das xícaras de chá, enquanto o espectador assiste”.

Um local com uma atmosfera excelente e com muitos ambientes para explorar, muitas vezes superando as expectativas dos visitantes, por contar com diversas formas de interação, atraindo o público para conhecer todos os espaços, desde os mais agitados, até os mais calmos.

Saiba mais sobre o museu em: https://borderless.teamlab.art/pt/

museu_mori_japao

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Referências:

https://trulytokyo.com/mori-building-digital-art-museum-teamlab-borderless/

https://www.timeout.com/tokyo/art/guide-to-the-mori-building-digital-art-museum-epson-teamlab-borderless

  • luiza-giordano-o-sitio

    Luiza Giordano

    Luiza Giordano é graduada em Comunicação Institucional pela UTFPR e atualmente cursa Letras na UFSC. Faz parte da equipe do O Sítio desde 20...

    CONHEÇA MAIS

DEIXE SEU COMENTÁRIO...