EN PT

MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação no O Sítio

0290-mostra-mumia-4

Na segunda semana do mês de junho, O Sítio recebe a MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação. A mostra criada em Belo Horizonte já passou por Rio de Janeiro e São Paulo, além de participações em mostras internacionais, com curtas nacionais e internacionais.

Mostra Udigrudi Mundial de Animação tem o objetivo de ampliar os espaços de imaginação e de possibilidades de novo dizer, de novo sentir, e de um novo modo de expressar sendo também um estímulo à cultura cinematográfica brasileira.

Encarando como espaço para formação de novos espectadores e realizadores. Serão bem aceitos filmes e vídeos feitos sem apoio, com prejuízo para seus realizadores, sem incentivos e realizados com baixo custo ou com nenhum. A mostra tem um critério de não seleção. Todos as animações enviadas são exibidas em mostras competitivas: Mineira, nacional e internacional.

www.mostramumia.blogspot.com
https://www.facebook.com/MostraUdigrudiMundialdeAnimacao/

Filmes exibidos:
Dia 1
Almas, de Marcos Faria (SP, 2018) | 3’35’’
Business Meeting , de Guy Charnaux (RJ, 2018) | 1’45’’
Eu o declaro meu inimigo, de Marcos Buccini e Tiago Delácio (PE, 2018) | 2’15’’
Torre, de Nádia Mangolini (SP, 2017) | 18’
O Poeta das Coisas Horríveis, de Guy Charnaux (RJ, 2017) | 5’20’’
Guaxuma, de Nara Normande (PE, 2018) | 14’15’’
Tailor, de Calí dos Anjos (RJ, 2017) | 10’
Fazenda Rosa, de Chia Beloto (PE, 2017) | 8’25’’

Lançamento do livro Maldita Animação Brasileira (org. Sávio Leite)

Dia 2
A CIDADE DOS PIRATAS de Otto Guerra – 83´- 2018 com a presença do diretor

—————————————————————————————————————————

Livro Diversidade na Animação Brasileira

O livro traz textos de Erika Savernini e Laryssa Prado (MG), Eliane Gordeeff (RJ/Portugal), Maurício Gino (MG), Fernando Ferreira Garróz (SP), Fábio Belotte (MG) e Marcos Buccini (PE), cada um analisando diversos aspectos da animação brasileira e suas especificidades.
O livro ainda traz entrevistas com 8 expoentes da animação brasileira contemporânea, com um recorte na diversidade da produção independente. Depoimentos de Lisandro Santos (RS) , Fábio Yamaji (SP), Wesley Rodrigues (GO/Argentina), Andrés Lieban (RJ), Marta Machado (SC/SP), Rosária Moreia (ES), Carlos Eduardo Nogueira (SP) e Rubens Francisco Luchetti (SP). Um amplo painel do melhor produção e de seus autores ;
Quando se fala em diversidade a primeira ideia que vem a cabeça é a diversidade sexual. Mas tão importante quanto essa, é seu espectro múltiplo que abrange vários aspectos da sociedade, o que comprova que esse início do século XXI caminha para uma profissionalização do setor. A produção brasileira em cinema de animação cresceu, desenvolveu-se e diversificou, mas ainda não podemos dizer que já nos tornamos uma indústria. Caminhamos para isso. No entanto a produção anda se destacando tanto em quantidade quanto em qualidade tendo atraído olhares externos para a nossa produção como sendo lembrada em importantes festivais como Berlim e Annecy ao ponto de ser homenageado pelo último em 2018. Séries brasileiras, uma realidade somente sonhada há vinte anos atrás, têm distribuição garantida e elogiada pelos maiores canais que se dedicam ao gênero no mundo. O Brasil, um país de dimensões continentais apresenta uma produção diversa e multifacetada dessa arte .

Sávio Leite, organizador do livro reforça: “ A intenção da publicação foi mapear no Brasil o que de mais significativo se produziu em termos de cinema de animação com a preocupação de abranger todo o território nacional e lançar uma luz para vários realizadores brasileiros. A animação brasileira vive uma boa fase com a produção de longas metragens premiados em importantes festivais internacionais como ‘ O menino e o mundo’ de Alê Abreu e o ‘ Uma história de Amor e Fúria’ de Luiz Bolognesi.

Biografia do Curador:

Sávio Leite (Brasil, 1971) Estudou Comunicação e é Mestre em Artes Visuais pela UFMG. É diretor de curtas-metragens, professor de cinema de animação no Centro Universitário UNA e coordenador de workshops de vídeo e imagem, tendo colaborado ainda em vários projetos cinematográficos. Seus trabalhos foram apresentados e premiados em importantes festivais ao redor do mundo. Nominado três vezes ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Foi júri em festivais na Finlândia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Armênia e em diversos outros no Brasil.

É curador junto ao grupo de teatro Oficina Multimédia da mostra de Cinema: cultura, arte e
poder realizada há oito anos e que integra a programação do Verão Arte Contemporânea de
Belo Horizonte. Fundador e um dos diretores do TIMELINE – Festival Internacional de Video
Arte de Belo Horizonte. Fundador e um dos diretores da Múmia – Mostra Udigrudi Mundial de Animação. Organizador dos livros: Subversivos: o desenvolvimento do cinema de animação em Minas Gerais, 2013 e Maldita Animação Brasileira, 2015. Em 2017 lançou a coletânea MUMIA de Animações Mineiras em comemoração ao centenário da animação brasileira. Em 2018 Traduziu e publicou o livro Jorge Sanjinés e Grupo Ukamau – Teoria e prática de um cinema junto ao povo e publicou o livro Diversidade na Animação brasileira.
Filmografia: Mirmidões(2001), Marte (2003), Plutão (2004), O Vento (2004), É proibido jogar
futebol no adro dessa igreja (2004), Aeroporto (2005), Eu sou como o polvo (2006), Mercurio (2007), Terra (2008), Kombucha (2009), Nego (2010), Space Dust (2011), Macacos me mordam (2012), Tejo/tedio (2013), Saturno(2014), Marcatti (2015), Arrudas (2015), Desarquivando o Brasil (2016), Vênus – Filó a fadinha lésbica (2017)

http://leitefilmes.blogspot.com/
http://mumiabolivia.blogspot.com.br/
http://mostramumia.blogspot.com/
http://mumiainternational.blogspot.com/
http://grafitesbh.blogspot.com/
http://cinemartepoder.blogspot.com/
http://pixobh.blogspot.com.br/
http://timelinebh.blogspot.com.br/

Marta Machado
Jornalista de formação. Doutora em Adminstração pela FGV/SP. Docente do Curso de Cinema da UFSC. Mestre em Administração pela FEA/USP com dissertação sobre gestão de pessoas na indústria criativa brasileira. Possui graduação em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000). Atuou como produtora executiva em projetos de animação junto a Otto Desenhos Animados Ltda, tendo produzido o longa metragem “Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll”, premiado em festivais de animação em Córdoba (Espanha), Buenos Aires (Argentina), Quito (Equador) e no Brasil e o longa “Até que a Sbórnia nos Separe” da mesma empresa produtora. Lançou em 2010 o e-livro “Tudo que você queria saber sobre comercialização de filmes nacionais mas não tinha a quem perguntar”, financiado pelo Fumproarte de Porto Alegre. Desenvolveu o projeto de formação de novos animadores a distância AnimaEdu (www.animaedu.com.br). Foi presidente da ABCA – Associação Brasileira de Cinema de Animação, membro do Conselho Curador da Fundacine-RS e do Conselho Deliberativo da TVE-RS. Foi também Secretária do Congresso Brasileiro de Cinema, onde coordenou o Grupo de Trabalho Permanente sobre comercialização de filmes nacionais.

Otto Guerra
Estudou filosofia na UFRGS e formou-se em multimídia digital. Passou a infância e adolescência fazendo histórias em quadrinhos inspiradas nas HQs franco-belgas de Hergé. Em 1977 trabalhou na agência publicitária do argentino Felix Follonier em Porto Alegre, fazendo animações para comerciais. No ano seguinte, aos 22 anos, fundou sua produtora, a Otto Desenhos Animados, uma das pioneiras em animação no Brasil e a única que tem seu conteúdo destinado quase exclusivamente ao público adulto. Seu primeiro curta-metragem foi O Natal do burrinho, lançado em 1984 e ganhador do kikito no Festival de Cinema de Gramado desse mesmo ano. Em 1995, Guerra lançou o longa Rocky & Hudson- Os Caubóis Gays, baseado nas tiras de Adão Iturrusgarai. Em 2006, lançou Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll, baseado nos personagens do cartunista Angeli e primeiro longa-metragem de animação brasileiro a receber do Ministério da Justiça o selo “Proibido para menores de 18 anos” No ano de 2013, o diretor lançou Até que a Sbórnia nos Separe, baseado na dupla musical de Tangos e Tragédias. É um dos cinco brasileiros citados no livro Animation Now, a bíblia da animação mundial, publicado pela editora alemã Taschen: “Otto Guerra pertence à animada e criativa turma do cinema gaúcho no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Com uma carreira diversificada, que abrange filmes publicitários e ácidas comédias autorais, ele se tornou o papa underground da animação brasileira, fazendo sucesso e escola com seu caminho torto. Guerra, em português, é o nome para war/guerre/krieg. Otto armou sua trincheira, a empresa Otto Desenhos Animados, em 1978, e desde então vem alvejando a cultura de massa e os temas infantis com as suas sátiras impagáveis.” (Animation Now: Taschen, Colónia, 2004, p. 372) Em 2017, mesmo ano do centenário da animação brasileira, Otto Guerra foi homenageado no 45º Festival de Cinema de Gramado, recebendo o troféu Eduardo Abelin,destinado a diretores, cineastas ou entidades de cinema brasileiros.

MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação no O Sítio
Data: 14 e 15 de Junho
Horário: 14/06 das 19h às 22h30
15/06 das 16h às 19h30
Curadoria: Sávio Leite
Entrada franca

Realização: O Sítio e MUMIA
Organização: Sávio Leite e João Aires
Produção: João Aires, Bruno Castilho e Ighor Duarte
Comunicação: Paulo Abarno e Eduardo Cavalcanti
Design: Oarteiro

CURRICULUM da mostra:

– 1° MÚMIA – 23 a 31 de novembro de 2003
Local de exibição: Museu Histórico Abílio Barreto
– 2° MUMIA – 15 a 20 de novembro de 2004
Local de exibição: Museu Histórico Abílio Barreto
– 3° MUMIA – 14 a 25 de novembro de 2005
Local de exibição: Cine Humberto Mauro, Museu Histórico Abílio Barreto e Casa do
Conde.
– 4° MÚMIA – 15 a 25 de novembro de 2006
Local de exibição: Cine Humberto Mauro, Museu Histórico Abílio Barreto e SESC/MG.
– 5° MÚMIA – 06 A 16 de novembro de 2007
Local de exibição: Cine Humberto Mauro, Museu Histórico Abílio Barreto e SESC/MG.
– 6° MÚMIA – 03 a 09 de novembro de 2008
Local de exibição: Cine Humberto Mauro e Escolas Integradas.
– 7ª MUMIA – 26 de outubro a 01 de novembro em Belo Horizonte e de 30 de novembro
a 06 de dezembro de 2009 em Betim.
– 8º MUMIA – 09 a 30 de setembro Belo Horizonte e de 08 a 12 de setembro em Betim –
2010.
– 9º MUMIA – 04 a 30 de outubro de 2011 – Belo Horizonte – Betim – Nova Lima
– 10º MUMIA – 04 a 31 de outubro de 2012 – Belo Horizonte Nova Lima Teófilo Otoni
– 11º MUMIA – 02 a 31 de outubro de 2013 – Belo Horizonte Nova Lima Teófilo Otoni
– 12º MUMIA – 02 a 18 de dezembro 2014 – Belo Horizonte Nova Lima Teófilo Otoni
– 13º MUMIA – 01 a 19 de dezembro 2015 – Belo Horizonte Nova Lima Teófilo Otoni
Divinópolis
– 14º MUMIA – 01 a 23 de dezembro 2016 – Belo Horizonte Nova Lima Teófilo Otoni
Divinópolis
– 15º MUMIA – 01 a 23 de dezembro 2017 – Belo Horizonte Nova Lima Divinópolis
– 16º MUMIA – 01 a 23 de dezembro 2018 – Belo Horizonte Nova Lima
– MUMIA ESPECIAL RIO DE JANEIRO – de 20 de maio a 01º de junho de 2008.
Local de exibição: Caixa Cultural Rio de Janeiro.
– MOSTRA ESPECIAL – EL ESPEJO 2009 -6º Festival Internacional de
Cortometrajes y Escuelas de Cine – Colômbia de 24 a 30 de junho de 2009.
– MOSTRA ESPECIAL – CASA DO BRASIL – NEW YORK – Julho 2011.
Local de Exibição: New York – USA
– MOSTRA ESPECIAL – III REANIMANIA – INTERNATIONAL ANIMATION
FILM FESTIVAL OF YEREVAN – Armênia – Setembro 2011
– MOSTRA ESPECIAL HAHAHA – HAHAHA INTERNASJONALE ANIMAJONS
KORTFILM FESTIVAL – 22 a 25 de novembro de 2013 – Oslo – Noruega
– MOSTRA ESPECIAL – FIDA 10 – FESTIVAL DE ANIMACIÓN – Valparaíso –
Chile – Outubro 2014.
– MUMA BOLIVIA – Novembro 2015.
– MUMIA ESPECIAL CINESESC – 30 de outubro a 03 de dezembro de 2016
(25 unidades do SESC de Minas Gerais)
– MUMIA ESPECIAL CINESESC –2017
(24 unidades do SESC de Minas Gerais)
– MUMIA ESPECIAL CINE FARO – 1ª Mostra Internazionale di Audiviso
Sperimentale e Film de Animazione di Vigevano – Itália – 27 a 29 de outubro – 2017
– MUMIA ESPECIAL CINESESC – 2018
(Prado, Paracatu e Juiz de Fora)
– MUMIA ESPECIAL – 1º ENCONTRO DE CINEMA DE ANIMAÇÃO DO SESC
PARATY – de 26 de setembro a 01 de outubro de 2017
– MUMIA ESPECIAL – 28º FESTIVAL INTERNACIONA DE CURTAS
METRAGENS DE SÃO PAULO – de 28 de agosto a 01 de setembro de 2017
– MUMIA ESPECIAL – 9º LOBO FEST – FESTIVAL INTERNACIONA DE FILMES
CURTISSÍMOS – de 20 a 23 de abril de 2017
– MUMIA ESPECIAL CINE FARO – 2ª Mostra Internazionale di Audiviso
Sperimentale e Film de Animazione di Vigevano – Itália – 05 a 07 de outubro de 2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *